Apresenta as suas marcas

Tangleica

Blog

20
Mar
2018

Dia Internacional da Felicidade

 

Dia 20 de março é Dia Internacional da Felicidade. 

 

Em 2012 a ONU instituiu que dia 20 de março é o Dia Internacional da Felicidade. Em uma assembleia geral, foi definido que “a busca da felicidade é um dos objetivos fundamentais do ser humano” e que precisamos de  “uma abordagem mais inclusiva e equilibrada ao crescimento econômico que promova o desenvolvimento sustentável e o bem-estar”. Não é de hoje que a felicidade tem sido usada como dado para medir o bem-estar de uma nação.

 

Você é feliz ou infeliz?
Tristeza sempre existiu e o motivo sempre foi parecido: estar insatisfeito com os princípios e projetos que você criou para sua vida. Não ser rica, famosa, casada, com dois filhos, ou seu filho não ser quem você quer... Mas sabe um segredo? Você pode modificar os projetos da sua vida para que eles não te causem frustração e infelicidade. Em algumas culturas, como a americana, pesquisas realizadas com milhares de pessoas afirmaram que as pessoas felizes eram aquelas que se sentiam superiores aos seus vizinhos, colegas e amigos. Logo, a felicidade estava ligada ao material. Os estudos de Gandhi o levaram a acreditar que a maior ilusão do ser humano é que a felicidade plena seja a satisfação dos seus desejos. O segredo da felicidade então, do estado prana, é eliminar o desejo.

Os desejos são infinitos, é sempre possível querer mais. Já os recursos (como o dinheiro e bens), por mais abundantes que sejam, são finitos. Logo, o segredo da felicidade é desejar pouco.

 

Segundo a psicóloga fundadora da Academia da Mente, Maura de Albanesi, o desejo é diferente da vontade.

 

"Vontade tem a ver com a força do nosso espírito. Onde minha alma, minha energia e minha vitalidade vai se canalizar? A vontade não tem a ver com a matéria", diz ela. "Enquanto o desejo acaba, a vontade é perene, não termina diante de uma frustração."
Maura afirma que o desejo está ligado a posses e controle: uma casa, um carro, querer que seus filhos sejam de tal forma... Já a vontade te faz querer se aprofundar em algo, é algo que te brilha os olhos, onde você quer colocar energia, tem a ver com sua vocação. Mas como descobrir o que é desejo e o que é sonho de verdade? "Você deseja uma casa, um carro etc.? Então se pergunte o porquê. Talvez assim você se ligue a sua essência, o que te dá gás e brilho para viver", aconselha Maura.

 

Ser feliz é conhecer seus sentimentos!


"Até você se tornar consciente, o inconsciente vai governar sua vida e você vai chamá-lo de destino." (Jung)
Perguntamos à psicoterapeuta holística Helena Martins por que as pessoas não conseguem ser felizes. Segundo ela, todos os seres humanos compartilham dos mesmos sentimentos básicos e primários, mas cada pessoa se desdobra de maneira diferente. "A mente humana acredita muito nela mesma e não percebe o que acontece com os sentimentos passeando dentro dela. Quando entendemos os próprios sentimentos, fica mais fácil ser feliz", diz.

 

No seu livro Sentimentos Humanos, que será lançado neste 24 de março pela editora Ordem Princípio e Luz, ela explica que a felicidade é entender os porquês de cada sentimento "Estou carente porque não tenho ninguém ao meu lado ou porque não dormi direito?".

 

"Ser feliz é se conhecer, valorizar o que tem, valorizar a si mesmo e cada momento sendo vivido. Não só valorizando o passado ou idealizando o futuro. Ser feliz é viver intensamente cada momento oferecendo seu melhor e se abrindo para receber o melhor do outro", diz Helena Martins.
Então, segundo a psicoterapeuta felicidade não é ter dinheiro, ter uma companhia perfeita, felicidade é saber a razão dos seus sentimentos.

 

Ser feliz hoje, com o que tem!

 

A felicidade e o fermento... Segundo a psicóloga Maura de Albanesi eles têm a ver "Durante a Semana Santa, os judeus retiram o fermento da alimentação. O fermento é aquilo que amplia. Não é real. Muitas vezes, nossa felicidade fica a dever porque a gente coloca muito fermento, a gente amplia e perde o real. Amplia no presente e no futuro. O dramalhão que a gente faz, a gente acha que o aumento dá cor, dá brilho à vida. As expectativas do futuro: 'Eu vou ficar feliz quando tiver um namorado, quando eu casar'. Esse fermento nos rouba do essencial, do nosso real eu. Felicidade pra mim é o quanto eu consigo conectar com minha essência. Se você tiver outras coisas está bom, senão você está feliz com o que tem.", diz

 

"Se você não usufrui do que você está vivendo, isso pode passar. E só muito lá na frente você vai perceber que este era um momento feliz", diz Helena Martins.
Ansiedade é sem dúvida o mal do século, que leva para depressão, pânico, às vezes é falta de olhar para si e ver o que realmente está sentindo. O único lugar onde você pode viver é o presente, segundo Helena muitas pessoas vivem esperando a felicidade no futuro sem saber que o agora é único momento em que você realmente pode fazer alguma coisa. 

 

Livros sobre a busca da felicidade:

 

Sentimentos Humanos (por Helena Martins).

To afim de ficar bem (por Maura de Albanesi).

A sabedoria da transformação (por Monja Coen).

A parte que falta (infantil - por Shel Silverstein).

Fonte: http://anamariabraga.globo.com/acorda-menina/viver-bem/dia-internacional-felicidade

Contato

Eurides Cunha, 18 . Água Verde
80.320-010 . Curitiba . Paraná . Brasil
Fone: (41) 3244-4142

Entre em Contato